logo Colégio pH

Conecta pH – Edição 04

Conecta pH - Nossos Valores em Ação

Edição 04 - Novembro/2019

Indivíduo de forma integral

O mundo contemporâneo torna-se, a cada dia, mais desafiador. São novas tecnologias e relações, diferentes desafios e ambientes, que coexistem em uma sociedade plural, globalizada e conectada. O papel da escola, nessa lógica, torna-se orgânico às demandas do século XXI. Para irmos além, então, precisamos aprender e ensinar competências, habilidades, atitudes e valores que estimulem nossas alunas e nossos alunos a trilhar o próprio caminho, com ações responsáveis em qualquer contexto ou grupo. Com esse repertório bem estruturado, desenvolvemos uma formação que alia resultados de alto desempenho acadêmico e habilidades socioemocionais, baseada, claro, na nossa maior certeza: o poder transformador da educação.

Quer saber como? A gente explica.

O que significa, afinal, ser integral em pleno século XXI, um momento em que regularmente surgem novas demandas como reflexos da sociedade Germano Cord, nosso gerente de Inovação Pedagógica, deixa claro o que é, entre tantas novidades, promover a formação integral do indivíduo:

“A formação integral pode parecer uma tentação de dar conta de tudo. Não se trata disso, mas de ajudar a pessoa a tornar-se consciente daquilo que a torna única, humana, íntegra: seus afetos, os desejos e necessidades de seus corpos, seu conhecimento, sua visão de mundo (ciência, sabedoria, habilidades cognitivas) e suas relações com as pessoas ao seu redor, com a comunidade e sociedade, com os objetos, as tecnologias e o meio ambiente, que, mais que coisas ou seres, é uma teia viva de relações que sustentam a vida na Terra”.

Desenvolvimento Pleno

Um ensino baseado em competências fundamenta-se, então, não só em conteúdos, mas também em atitudes e procedimentos, indo ao encontro da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Acreditamos que cada indivíduo tem potencialidades a fortalecer nas dimensões de seu corpo, seu afeto, seu conhecimento e suas relações éticas, estéticas, comunicativas e sociopolíticas. Esse reconhecimento é o primeiro passo para a aprendizagem e o desenvolvimento plenos.

Germano deixa claro que, por isso, “a formação emocional deve ser tal que nos permita o autoconhecimento (desejos, necessidades e potencialidades; motivação e persistência; autocuidado e estabilidade emocional) e a autorregulação (fazer boas escolhas, ter foco e atenção, lidar bem com regras e limites). Em meio a poderosas forças econômicas, sociais, políticas e tecnológicas, é preciso manter uma boa dose de consciência de si, dos outros e do mundo.”

Processo Educacional

Trabalhar a formação integral do indivíduo é entender as competências da BNCC como aliadas do processo educacional. Nosso corpo pedagógico passa frequentemente por treinamentos voltados para isso, pois entendemos que os desafios que a educação apresenta são orgânicos, constantemente se renovando.

Mantemos, internamente, um Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação, que debate modos de trabalhar as demandas contemporâneas da melhor forma com nosso corpo de estudantes. Além disso, desenvolvemos uma Formação em Educação Inclusiva com nosso grupo de Orientadores Educacionais.

Investimos nesses treinamentos e estudos por entendermos que, quanto mais os educadores se comprometem, atualizam e assumem seus papeis de acompanhar as alunas e os alunos, mais eles podem ajudar a sensibilizar, tranquilizar e orientar esses jovens em um mundo complexo, interconectado, fluído e repleto de artifícios diversos. A excelência acadêmica, nesse sentido, é compreendida como fornecer ao estudante não só os conceitos fundantes das disciplinas, mas também as melhores bases operacionais e o melhor modo de lidar com as informações e com a extensa disponibilidade de recursos comunicativos.

Esses fatores são o pilar que fundamenta a formação integral a que nos propomos. Germano argumenta que todas as atividades da nossa escola são fundamentais para isso.

“A questão é ver a frequência e a intensidade que elas acontecem. Temos uma carga de aulas expositivas, de caráter conceitual, que requerem mais a memória e a capacidade de organização (materiais, informações e conceitos); mas temos outros tipos de aulas, atividades e projetos, como fóruns de debates, aulas mão na massa, artes integradas, educação física, torneios, que colaboram muitíssimo no desenvolvimento emocional e sociomoral da pessoa”.

E aí, gostaram de saber um pouco mais sobre como trabalhamos o valor do reconhecimento do indivíduo de forma integral em nossa escola? O canal está aberto para ouvirmos suas críticas e suas sugestões! Elogios também valem!

Contem para a gente!

Postado porColegio pH

Postado em4 de janeiro de 2021


Palavras chave:

Últimas notícias

Ver todasclique para conhecer mais

Conecta pH – Edição 04

4 de janeiro de 2021

Conecta pH – Edição 03

4 de janeiro de 2021

Conecta pH – Edição 02

4 de janeiro de 2021

receba nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades por e-mail

entre em contato

Entre em contato

Entre em contato que nós iremos responder assim que possível.

Copyright © | - Todos os Direitos Reservado por

Termos de Uso|Politica de Privacidade