Skip to main content

Quais os melhores jogos para estimular a criatividade?

As crianças são, naturalmente, seres criativos, capazes de contribuir com as suas ideias de forma original e espontânea. É importante deixar que se expressem e exerçam a criatividade livremente, mas tal capacidade também deve ser estimulada por meio de brincadeiras e jogos, afinal, eles têm um papel importante no desenvolvimento cerebral e socioemocional.

Como uma competência da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) que está diretamente associada à solução de problemas, a criatividade é comumente relacionada apenas com o fazer artístico, mas vai muito além disso. Estudantes criativos não têm receio de inovar e buscar respostas além do óbvio.

Essa postura se reflete nos resultados escolares e, principalmente, nas relações interpessoais e na forma como cada criança desenvolve a autoconfiança e os componentes curriculares. Portanto, é fundamental que o estímulo aconteça dentro e fora do ambiente escolar. Neste post, vamos falar um pouco mais sobre os melhores jogos de criatividade.

5 jogos e exercícios para estimular a criatividade

A melhor forma de trabalhar o desenvolvimento das competências nas crianças é por meio do ato de brincar. O recurso à ludicidade é essencial para que se mantenham instigadas e envolvidas na atividade apresentada. Por esse motivo, os planos de aulas sobre brincadeiras e jogos são uma constante na Educação Básica.

O jogo funciona como o fio condutor de um processo criativo, em que a criança experimenta, testa possibilidades, questiona e segue por caminhos diferentes dos habituais. Não à toa, essas propostas também estão diretamente ligadas ao fomento do pensamento crítico, com menos conformismo e mais indagação.

Veja, agora, quais os melhores jogos para incentivar a criatividade das crianças e como eles se relacionam com a evolução das habilidades socioemocionais.

Jogo da memória

Bastante simples e sem regras complicadas, o jogo da memória é uma excelente opção para estimular a criatividade das crianças. Uma das suas principais vantagens é que pode ser útil para qualquer faixa etária, praticamente, sendo que seu grau de complexidade aumenta de acordo com a idade dos jogadores.

O objetivo é encontrar as imagens iguais, ganhando quem formar mais pares. Enquanto está na disputa, a criança exercita a sua memória fotográfica para lembrar os locais em que  as peças estão, ao mesmo tempo em que precisa pensar e agir rapidamente.

Uma dica interessante para tornar o jogo ainda mais criativo é fazer com que a própria criança desenhe as peças. A ideia é que ela crie as suas próprias imagens, assumindo uma posição ainda mais protagonista na brincadeira.

Criação de novas histórias e contos

As crianças adoram ouvir histórias e acabam por memorizar aquelas que são as suas favoritas. Mas por que não propor um enredo diferente para uma história já conhecida? Nesse jogo, qualquer fábula bastante conhecida pode se transformar em algo completamente novo com a ajuda dos pequenos.

Todo o enredo pode ser reconstruído com a colaboração das crianças, desde nomes dos personagens até o que pode acontecer em cada momento. Assim, terão a possibilidade de puxar pela imaginação e buscar novos caminhos para a história, tornando-a ainda mais interessante.

Uma variação desse jogo é pedir que cada criança conte a sua história favorita usando as suas próprias palavras. Essa proposta encoraja a expressão vocabular e a capacidade de recontar algo a partir da sua compreensão.

Caça ao tesouro

Existe algo mais estimulante para uma criança do que falar em tesouro? É por isso que qualquer jogo que envolva encontrar algo “valioso” é sempre um sucesso. Nesse caso, o mais enriquecedor é o processo de encontrar e seguir as pistas um verdadeiro exercício de raciocínio lógico.

A atividade, que pode ser feita em grupo, consiste em escrever ou desenhar dicas e escondê-las. Para chegar até o tesouro escondido, a criança precisa compreender as pistas dadas e seguir todos os passos. Nesse momento ela deve usar toda a sua criatividade para decifrar cada instrução.

Quando realizada em grupo, a caça ao tesouro promove o diálogo e a cooperação, pois os participantes devem conversar entre si para chegarem a uma solução. Rapidamente, entendem que só chegarão ao fim da jornada com sucesso se trabalharem juntos.

Problemas comuns, soluções diferentes

Como já dissemos anteriormente, a criatividade tem tudo a ver com apresentar soluções inovadoras. Esse é um jogo que trabalha exatamente com essa habilidade, considerando situações ou questões que já foram resolvidas. Parece um pouco confuso, mas vamos esclarecer melhor.

As crianças são estimuladas a pensar em alternativas para objetos que já existem. Por exemplo, se não houvesse canetas, lápis e afins, como escreveríamos? Ou se não existissem cadeiras, sofás e poltronas, onde sentaríamos? Esse exercício propõe que pensem além daquilo com o que já estão acostumadas e criem sem barreiras ou limites.

Elas podem apresentar o que imaginaram por meio de uma conversa ou, até mesmo, ilustrar com um desenho como seria essa nova solução.

A criatividade no ambiente escolar

Esse estímulo à criatividade a partir dos jogos é bastante frequente no programa “O Líder em Mim”, presente em mais de 3.500 colégios em 50 países. A iniciativa faz com que alunos, alunas e educadores enxerguem as situações de uma outra forma, mudando comportamentos, melhorando a sua aprendizagem e o seu desenvolvimento, obtendo melhores resultados.

Vivemos em um tempo em que as competências socioemocionais não são uma alternativa para o desenvolvimento pessoal e profissional, mas sim uma parte central desse processo. Nesse contexto, o fomento à criatividade e a outras habilidades no ambiente escolar é uma necessidade urgente, contribuindo para que as crianças sejam protagonistas das suas próprias vidas.

Os jogos e as brincadeiras fazem parte do processo, mas existem outras formas de desenvolver as habilidades socioemocionais, seguindo os princípios das competências gerais da BNCC, em sala de aula. Leia o nosso post sobre o assunto e entenda!

Leave a Reply

treze − sete =